top of page

NA CELA, AUTOR DE MASSACRE RECLAMA DE TRATAMENTO DA POLÍCIA: “QUERIAM DAR TIRO NA MINHA CARA”

O autor do massacre em uma creche de Blumenau, em Santa Catarina, na quarta-feira, 5, – onde quatro crianças foram assassinadas a golpes de machadinha -, reclamou do tratamento recebido da polícia. Já encarcerado, o motoboy Luiz Henrique Lima, de 25 anos, disse que um policial o intimidou dizendo que “daria tiros na cara dele”.


O assassino, que pulou o muro e invadiu a instituição para cometer a barbárie foi gravado dentro da cela falando o sobrenome de um determinado policial. “Disse que daria um monte de tiro na minha cara. Conheço ele, treinei Jiu-Jitsu com ele em uma academia”, narrou o criminoso.


Segundo o delegado-geral de Polícia Civil de SC, Ulisses Gabriel, o suspeito está detido na Central de Plantão Policial (CPP) de Blumenau após se entregar às forças de segurança do estado. Nascido em 19 de dezembro de 1997, Luiz Henrique é natural de Salto do Lontra, no Paraná. Ele trabalhava como motoboy e mora na cidade catarinense onde aconteceu o ataque.


🔔Receba notícias de Marialva e Região em seu WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/Ld9GTvMe1NxFoqQWTZyaOd


🚨🚔🚑🚁🚒🚨

NOTÍCIAS DE Ⓜ️ARIALVA!

🤳🏻Plantão 24 horas pelo WhatsApp

📱(44) 9 9734-7144

Comments


bottom of page